As bravatas do Messias


O Brasil na era da pólvora.

As bravatas de um “representante do povo”  são abrangentes quando externadas com a responsabilidade devida em cada momento que tenha a intensão de falar em nome de sua própria nação. O presidente da República do Brasil andou falando algumas sandices desmedidas aos referir-se ao presidente eleito dos Estados Unidos da América, Joe Biden. 

Segundo Jair Messias Bolsonaro, “a fase de gastar saliva e utilização da diplomacia já passou, o que resta é utilização da pólvora”. Alusão feita ao não reconhecimento da eleição dos EUA e, consequentemente, Joe Biden como presidente após o mesmo dizer que terá sanções comerciais ao Brasil caso não respeite as questões ambientais e os tratados internacionais.

O presidente brasileiro acredita que pode estabelecer uma relação diplomática fazendo insinuações a pessoas, líderes ou países amigos ou não, em tom de ameaça. Nós brasileiros sabemos que o Brasil não possui poder bélico para promover um conflito armado em qualquer nível, isso falando das suas próprias fronteiras. 

Eu não tenho dúvidas em afirmar que Bolsonaro está cometendo atentado ao seu próprio país, quando externa essas bravatas em tom ameaçador e irresponsavelmente leviano e na contra mão da democracia. O mandatário de um país não pode vestir a camisa de um qualquer, ele tem que ser um representante com postura e ações que condizem com a altura do cargo que ocupa. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s