Insanidade e crueldade desmedida


O presidente Jair Bolsonaro anunciou em suas redes sociais nesta quarta-feira (9) que a Camex (Câmara de Comércio Exterior), subordinada ao Ministério da Economia, editou resolução que zera o imposto de importação cobrado sobre armas de fogo, revólveres e pistolas.

O anúncio publicado pelo presidente em suas redes sociais, nas quais ele disse também que a medida entrará em vigor a partir de janeiro, cumpre uma promessa de campanha eleitoral, a de flexibilizar o porte e a posse de armas.

A oposição ao Governo apresentou um projeto na Câmara para barrar a medida. “Não podemos admitir o desrespeito a acordos do Mercosul, a falta de prioridades para com as políticas públicas e, muito menos, o evidente abuso do poder regulamentar por parte do Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior”, afirma a deputada Jandira Feghali (PCdoB – RJ), vice-líder da minoria na Câmara.

Para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a medida de isentar armas anunciada nesta quarta mostra a “falta de prioridade e de sensibilidade do governo, que vem sendo cobrado para apresentar um plano efetivo de vacinação contra a pandemia em meio ao aumento no número de mortes”. Bolsonaro ressaltou que novas isenções estão em estudo pelo governo federal. “O Brasil unido, com a ajuda de todos os responsáveis, podemos ir longe”, escreveu.

Eu acredito que o povo brasileiro movido e estimulado pelo ódio em redes sociais, fake news, não está de forma consensual acreditando que seria tudo isso que contentava o ódio e despeito de alguns políticos. Ou será que o povo brasileiro é extremista mesmo?

O país passa por momentos de dificuldades com a pandemia, temos que refletir sobre tudo isso. Realmente é arma que queremos ou precisamos? Uma situação totalmente fora do contexto mundial no tocante a defesa da vida, uma vez que outros países estão investindo na ciência e promovendo políticas que amenizem os efeitos da pandemia.

Será que a saída é “faz arminha que passa”? O Ministério da Saúde anuncia uma medida, o presidente muda, o ministro desconsidera, o governo volta e afirma… enfim, um samba de cachorro doido. Os próprios funcionários do Ministério da Saúde e da Anvisa informam que não tem nem seringas suficientes, material mínimo básico necessário para uma campanha de vacinação.

A ignorância, a maldade, a negação da ciência, o incentivo ao divisionismo e ao extremismo colocam a vida das pessoas em segundo plano. O governo brasileiro surfa na onda que agrada os seus seguidores e negacionistas de plantão. Você terá tempo para refletir sobre tudo isso em curso no Brasil.

Recomendo a você que está atento a tudo isso que cuide-se, o vírus não foi exterminado, ele sequer avisa quando e onde vai te contaminar.

VEJA abaixo os dados sobre a utilização de armas de fogo no Brasil. Fonte: IPEA https://www.ipea.gov.br/atlasviolencia/dados-series/35

2 comentários

Deixe uma resposta para Chico Zé Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s