Bolsonaro reconhece vitória de Biden

O presidente Jair Bolsonaro reconheceu em um programa de TV, nesta terça-feira (15), a vitória de Joe Biden nas eleições dos Estados Unidos. 

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, Bolsonaro disse que o democrata foi o vencedor da eleição em 3 de novembro, pela maioria dos delegados, referendado no Senado americano na última segunda-feira (14). 

“Alguns minutos antes de entrar no ar eu já dei um ‘start’ para o nosso ministro Ernesto Araújo [Relações Exteriores], para ele fazer essa comunicação nossa, nas redes oficiais do governo. Depois, nas minhas redes particulares”, disse Bolsonaro na entrevista.

“Da minha parte, e da parte dele com toda certeza, o americano é pragmático, nós vamos fazer um trabalho de cada vez mais aproximação”, afirmou o presidente, um dos últimos chefes de Estado a reconhecer a vitória. No início da manhã dessa terça, os presidentes da Rússia e do México também reconheceram a vitória do democrata. O presidente brasileiro deu apoio a Donald Trump antes e durante toda a campanha eleitoral.

Bolsonaro disse que seu governo deixou para trás “uma política um tanto quanto agressiva” em relação com os Estados Unidos. Ele fez afirmações que seus antecessores tratavam o país como “imperialista, colocando nele [EUA] a culpa de tudo de ruim que acontecia no mundo, e não é assim”. Ele afirmou que durante a gestão Donald Trump a relação Brasil-EUA avançou. “Avançamos, conseguimos alguma coisa no governo Trump”, disse Bolsonaro. 

“Não cabe mais eu falar absolutamente mais nada. Esperei, houve o reconhecimento e nós, aqui, já fizemos o comunicado, agora há pouco, ao presidente Joe Biden.” Fontes informaram que depois da entrevista, o Itamaraty divulgou nota com o título “Cumprimentos do presidente Jair Bolsonaro ao presidente-eleito dos EUA Joe Biden”. 

“Saudações ao presidente Joe Biden, com meus melhores votos e a esperança de que os EUA sigam sendo a terra dos livres e o lar dos corajosos'”, diz trecho da nota. “Estarei pronto a trabalhar com V. Exa. e dar continuidade à construção de uma aliança Brasil-EUA, na defesa da soberania, da democracia e da liberdade em todo o mundo, assim como na integração econômico-comercial em benefício dos nossos povos”, conclui o comunicado.

Imediatamente depois, Bolsonaro também se manifestou em suas redes sociais, reproduzindo a nota do Itamaraty.

Vocês acreditam que o presidente americano vai seguir os conselhos de como governar os Estados Unidos, conforme o Bolsonaro recomenda? Vamos aguardar até quando essa condição pacífica vai perdurar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s