Pesquisas de boca de urna nas eleições à presidência do Equador indicam segundo turno

Em primeiro lugar está o progressista Andrés Arauz e, em segundo, o direitista Guillermo Lasso; vantagem é de 14 pontos

Pesquisas de boca de urna das eleições gerais do Equador, realizadas neste domingo (7), indicam um segundo turno na disputa pela presidência entre o candidato progressista Andrés Arauz e o direitista Guillermo Lasso. 

Os dados foram divulgados logo após o fechamento das urnas, que ocorreram às 17h horário local, 19h hora de Brasília. Em primeiro lugar está Arauz com média de 36%, e no segundo posto aparece Lasso, com cerca de 22%. Se o resultado se confirma, haverá segundo turno, que está marcado para 11 de abril.

Candidato pela aliança União pela Esperança (Unes), o economista Arauz publicou em sua conta no Twitter: Triunfo contundente em todas as regiões de nosso belo país. 

(…) Esperamos os resultados oficiais para sair a festejar”.

 

A comemoração se deve aos 14 pontos de vantagem em relação ao banqueiro Lasso, de acordo com a boca de urna. 

Um dos institutos de pesquisa confiáveis do país é a consultoria Clima Social, que na pesquisa de boca de urna realizada com mais de 18 mil eleitores indicou 36,2% para Arauz, 21,7% para Lasso e, em terceiro lugar, aparece o líder indígena Yaku Pérez, com 16,7%. A margem de erro é de 1.5% para mais ou menos. 

Além do próximo presidente, os equatorianos foram às urnas para escolher 137 novos congressistas e cinco representantes do Parlamento Andino.

Ainda que em alguns locais de votação havia longas filas, principalmente em regiões populares, o clima geral da jornada eleitoral foi de tranquilidade. 

Observadores internacionais e o próprio candidato Arauz chegaram a se manifestar pedindo que o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) garantisse o direito ao voto a todos que estivessem esperando nos postos de votação e prorrogasse o horário de fechamento das urnas.

Nos últimos momentos da votação, o CNE pediu desculpas pelas longas filas e buscou atender a todos os votantes, que compareceram às urnas com regras de distanciamento e cuidados em função da pandemia do coronavírus. 

O órgão também elogiou a alta participação que, até às 13:30, hora local, era de 62%.

Ainda que as pesquisas de boca de urna indiquem um cenário confiável, a primeira contagem rápida oficial do CNE tem previsão de ser divulgada às 20h, hora local (22h horário de Brasília).

De acordo com a Constituição do Equador, para vencer a eleição presidencial no primeiro turno, o candidato deve obter mais de 50% dos votos ou mais de 40% dos votos, com 10% de vantagem sobre o segundo colocado.

Por: Brasil de Fato 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s